Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

E foi isto professor?

Grande =)"#=$(="(%$...!

Na reunião do início do ano lectivo com o instituto para quem trabalho, foi-nos dado a conhecer uma série de novidades para o corrente ano.  Foi-nos dito que tinha sido muito difícil o instituto manter a parceria com a câmara da minha cidade, não me tinha ocorrido o porquê, e que deixaria de haver AECs como educação física ou Educação musical e até Educação pela Arte. Só me lembrei dos meus colegas que iriam para ao desemprego. Caiu-me tudo ao chão.

 

Eu já sabia que as AECs tinham sido alteradas mas desconhecia que já havia um despacho. Ou eu ando muito cega, ou não vivo neste planeta ou ando na ignorância total pois não tinha lido e nem ouvido falar de tal despacho!

 

Na minha escola nova - mas onde já estive há alguns anos atrás - temos até actividades diversificadas! Continua a Educação física e Educação musical, o inglês e ainda Danças!!! Actividade que eu ainda não tinha visto nas escolas públicas. E nao bastando uma, até há duas professoras! Certamente existirão mais actividades que eu ainda não "descobri" pois a escola é grande.

 

Ainda diz este gajo que foi professor... só na cabeça dele, concerteza. Se ficaram de fora tantos professores da escola públic de fora, temos de agradecer a este energúmeno o desemprego de tantos colegas das AECs. Isto é inaceitável!

Já Tenho Trabalho!!! :)))))))

 

Ontem escrevi numa resposta a um comentário a um post meu o seguinte: O meu desejo e Esperança de que algo bom me aconteça são tão fortes!

Tenho dito várias vezes que tenho muita Esperança que as coisas melhorem. E parece-me que um desses dias em que as coisas melhoram, chegou hoje.


Ontem entrei em contacto com a minha câmara Municipal no sentido de saber como era o funcionamento das Aecs e qual era o organismo que estava responsável por elas. Fiquei a saber que era um com que eu já tinha trabalhadoe não tinha gostado nada. Confesso que fiquei decepcionada e chateada. Mesmo assim, enviei um CV para eles. Preciso de trabalhar, certo?


Hoje de manhã toca o telefone fixo e é a minha mãe que atende. Toma lá, querem falar com a professora Pepper. Que estranho, quem será?, pensei eu enquanto dizia "sim?"

Após identificação do lado de lá, dizem-me: deve haver algum equívoco, professora. Recebemos ontem o seu mail com o seu CV mas era para confirmar a sua presença na formação, certo?


Escusado será dizer que eu não estava a perceber nada! Então foi-me dito que me tinha sido enviado para o mail um horário no dia 28 de Agosto mas que entretanto tinha sido alterado e me tinham dado mais uma escola. WHAT?!? Mas eu não vi esse mail, respondi. E é verdade. Vou todos os dias ao mail ver as newsletters dos sites de emprego, apagar mails que não interessam e responder a outros mas este... não o vi!

 

Há coisas mesmo estranhas! Como é que eu não vi este mail, alguém me explica? Enquanto falava ao telefone vim ao mail confirmar se o tal mail lá estava... e estava! Ainda fiquei mais intrigada. 

 

Foram-me explicadas as condições, ditas quais as escolas e o número de horas semanais. São 10 horas semanais pagas a recibos verdes (a maior porcaria que inventaram ao cimo da terra!), e tenho três escolas diferentes para dar aulas em dias diferentes com turmas do 3º e 4º anos. Algumas destas escolas tinham fama de não serem grande coisa, esperemos que tenham melhorado entretanto. 

 

Não sei mais pormenores do que isto. Em princípio as aulas irão começar aquando das aulas normais e sei que amanhã terei uma formação obrigatória, pois pelo que percebi, ha muita gente a dar aulas a crianças que deviam estar a dar aulas a carrascos.

 

Tenho que vos confidenciar que estou muito feliz, de coração cheio e muito mais aliviada! Deus fechou-me uma porta mas abriu-me uma janela e estou-lhe eternamente grata por isso. A minha Esperança nunca esmoreceu, embora hajam sempre uns dias em que estamos mais em baixo.

O ordenado que vou receber será baixo mas ligeiramente melhor do que no colégio e para complementar as minhas finanças gostava mesmo que o meu projecto Lovely Things começasse a levantar voo.

Um Dia no Inferno

 

Sinto-me cada vez mais desanimada e angustiada. Hoje foi um dos dias em que mais me enervei e estou aqui em frangalhos.

 

A miúda que veio ontem pela primeira vez consegue tirar qualquer um do sério. Eu e a minha auxiliar perdemos a compostura.

 

Comecei o dia com a Apitos - é assim que vai ser designada a partir de agora - e empurrar a bébé só porque a sua imaginação lhe disse que a pequenina lhe tinha mexido nos bonecos. O que vale é que a bébé é um amor e nem chora. Veio o histerismo do almoço e ao lanche aproveitou para dar uns murraços ao coleguinha com quem estava brincar. Não sei como o puto não caiu do banco abaixo. Ficou todo vermelhinho no peito e pescoço (zona dos murros) com lágrimas nos olhos e eu lá fui a velocidade luz buscar gelo.

 

Se voei para ir buscar gelo mais depressa coloquei a Apitos de castigo sentada num banco ao pé da porta. Desatou a berra como se não houvesse amanhã. Fui ao pé dela repreendê-la e ainda mais berrou. Como se a tivesse a matar.

Pensei como os meus botões: o melhor a fazer é ignorá-la para ver se se cala. Já disse que a Apitos tem a voz mais irritante ao cimo da terra?

 

Com tanta berraria, não é que a mulher da limpeza tema a lata, o descaramento, a ousadia de ir buscá-la ao castigo e pô-la no colo?!? Epá, saltou-me a tampa de novo e depois de contar até quinquilhões e três, pedi que sentasse a miúda no banco e que não voltasse a fazer aquilo.

 

Parece que este ano apenas irei dar aulas ao pré-escolar neste colégio. Acho que o boss vai voltar a dar aulas.

agora alguém me explica como se consegue gerir um colégio e dar 2 disciplinas e ATL? Quando sobra tempo para tratar dos assuntos inerentes a uma direcção?

E porque é que se desculpa do buraco financeiro com o facto de 3 colegas minhas subirem de escalão com têm direito, e logo terem um ordenado um pouco maior?

E porque é que é atribuída a indisciplina do 4º ano aos professores das AECs?

 

Talvez se não andasse no mundo da Lua e dos ideais utópicos, não investisse dinheiro em m€rd@s que não têm prioridade nenhuma, não empregasse um familiar próximo para lhe dar um 1º emprego e lhe pagasse um ordenado de licenciado sem fazer a ponta de um chavelho, se agarrasse o touro pelos cornos para tratar na origem os problemas de indisciplina, se abrisse os olhos quanto a quem trabalha naquele colégio e não fosse tão "narrow-minded" e estivesse abertos a novas iniciativas, o colégio não tivesse chegado a este ponto.

 

É muito fácil atribuir as culpas aos outros. É uma desculpa para os próprios erros. Sempre fiz tudo pelo colégio e a recompensa que tenho é esta. Espero que os pais abram os olhos e se mexam. Vamos lá ver se os pais são capazes de usar a força que possuem e se calhar não sabem que é tão poderosa...